AVC: o que é, quais são os fatores de risco e os sintomas

Segundo o Ministério da Saúde, as doenças cerebrovasculares ocupam o segundo lugar no ranking de doenças que mais causam vítimas com óbitos no mundo, perdendo apenas para as doenças cardiovasculares. No caso do Acidente Vascular Cerebral (AVC), especificamente, a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares estima que cerca de 70% das pessoas acometidas pela doença não retornam ao trabalho devido às sequelas e 50% ficam dependentes de terceiros. Apesar de os dados serem alarmantes, muitas vezes, o AVC pode ser evitado. Portanto, acompanhe este post e entenda o que é, quais são os fatores de risco e os sintomas mais comuns do AVC!

O que é Acidente Vascular Cerebral (AVC)?

O AVC, popularmente conhecido como derrame, ocorre quando vasos responsáveis pelo transporte de sangue ao cérebro entopem ou se rompem, impedindo o recebimento de oxigênio e nutrientes necessários à sobrevivência das células desse órgão. Classicamente, o AVC é dividido em 2 subtipos denominados AVC Isquêmico e AVC Hemorrágico:

  • AVC Isquêmico: decorrente da obstrução ou redução brusca do fluxo sanguíneo em uma artéria cerebral.
  • AVC Hemorrágico: resultado da ruptura espontânea (não traumática) de um vaso com extravasamento de sangue.

 

Quais são os fatores de risco para desenvolver o AVC?

Há diversos fatores de risco que podem desencadear um AVC (derrame).

  • Idade avançada;
  • Estresse;
  • Doenças do coração;
  • Doenças vasculares prévias;
  • Tabagismo;
  • Álcool e drogas;
  • Hipertensão arterial;
  • Sedentarismo.

Quais são os sintomas do AVC?

Os principais sintomas de AVC são:

  • Diminuição ou perda súbita da força na face, braço ou perna de um lado do corpo;
  • Alteração súbita da sensibilidade com sensação de formigamento na face, braço ou perna de um lado do corpo;
  • Perda súbita de visão (em um ou ambos os olhos);
  • Alteração da fala ou compreensão;
  • Dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente;
  • Vertigem súbita intensa e desequilíbrio associado a náuseas ou vômitos.

Previna-se!

A prevenção é sempre a melhor alternativa quando o assunto é saúde. No caso do AVC, estima-se que 80% das evidências poderiam ter sido evitadas com o adequado controle dos fatores de risco. Mas, se ele ocorrer, saiba que, com o auxílio de profissionais tecnicamente preparados para lidar com a situação, há opções de tratamento e reabilitação voltados para minimizar eventuais sequelas.

Em se tratando de idoso, inúmeras Casas de Repouso oferecem cuidados específicos para a recuperação de pacientes que sofreram AVC. Conte com a SeniorOnline e encontre o lugar ideal para o seu familiar.

A SeniorOnline surgiu com o propósito de ajudar e facilitar o delicado momento de encontrar um residencial para Idosos, uma casa de repouso ou um lar para Idosos que ofereça todos os cuidados necessários ao seu familiar. Para obter mais informações, navegue pela nossa plataforma gratuita ou entre em contato conosco. Nossa prioridade é a qualidade da sua experiência ao longo desse processo!

plugins premium WordPress